Economia

Natal mais farto?

Pesquisa da CDL/BH mostra que consumidores devem gastar mais neste final de ano

Por Silvânia Arriel

Natal_fato, roupas-entre_preferidas
Roupas, as mais preferidas para compras pessoais e presentes (Imagem: Pixabay)

As luzes de Natal na praça da Liberdade serão acessas no próximo dia 11. Tiveram uma força, pela primeira vez, da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL/BH), que se uniu à Cemig, nestes tempos de gastos enxutos, e não foi por acaso.

No aquecimento da black friday, que pegou no país e rendeu R$ 2,9 bilhões às lojas, crescimento de 2,9% em relação ano passado, pelas contas da CDL/BH, o comércio em Belo Horizonte prevê aumento nas vendas.

A expectativa da CDL/BH é que R$ 3,39 bilhões sejam injetados no comércio com as vendas de Natal, alta de 3,62% na comparação com o mesmo período de 2018.

“Estamos com indicadores macroeconômicos como inflação e taxa de juros em patamares menores, além da redução do desemprego. Juntos estes fatores contribuem para que os belo-horizontinos tenham renda disponível para retornarem ao mercado do consumo”

Marcelo de Souza e Silva, presidente da CDL/BH.

“Estamos com indicadores macroeconômicos como inflação e taxa de juros em patamares menores, além da redução do desemprego. Juntos estes fatores contribuem para que os belo-horizontinos tenham renda disponível para retornarem ao mercado do consumo”, diz Marcelo de Souza e Silva, presidente da CDL/BH.

brinquedos_magia_do_Natal
Brinquedos também fazem a magia do Natal (Imagem: Pixabay)

Pesquisa da Câmara de Dirigentes Lojistas mostra que 75,3% dos consumidores estão dispostos a dar presentes neste Natal, 1,2% maior em relação ao ano passado. E pretendem gastar mais, em média, R$ 102 por presente.

Entre os preferidos, roupas

Os produtos preferidos são: roupas (84,6%), calçados (43,4%), brinquedos (42,3%), joias e bijuterias (7,4%), cosméticos e perfumes (4%), eletrônicos (3,4%), cestas de chocolates e panetones (2,3%), livros (1,7%), utensílios domésticos e itens de decoração (1,7%), eletrodomésticos (1,1%), acessórios (0,6%), violão (0,6%) e material esportivo (0,6%).

%d blogueiros gostam disto: